BILHETES À VENDA NO CINE-TEATRO CONSTANTINO NERYACERCA DO JAZZ COMPOSERS FORUMVER PROGRAMA COMPLETO
  • Florian Ross
  • Florian Ross

    (DE)
     
    O pianista alemão Florian Ross é um criador que não se prende a formatos específicos ou aos dogmas de qualquer corrente estilística. Por isso é tão provável ouvirmos a sua música jogar com os timbres e a pujança de um grande ensemble, como igualmente o encontramos em quinteto ou no clássico formato em trio, a par ainda das interpretações intimistas em piano solo. A sua discografia iniciou-se em 1998, e logo nos primeiros títulos deixou transparecer uma grande dose de inconformismo e a pouca vontade de militar em doutrinas estilísticas redutoras. O primeiro título, Seasons and Places, mostra-o a discorrer numa linguagem pós-bop visceral, que ofenderia os puristas do “jazz europeu”. A seguir saúda a third stream com uma suite para orquestra de cordas, secção rítmica e o saxofone de Dave Liebman, fortemente inspirada no estilo dos compositores ingleses da primeira metade do século XX. E em 2000 encabeça o Florian Ross Brass Project, cruzando o jazz com a sonoridade das tradicionais bandas de metais britânicas. Isto em apenas três anos.
     
    Contudo, é preciso referir que estes primeiros discos eram liderados por alguém que tinha já uma carreira ascendente atrás de si. Os prémios acumulavam-se: Prémio Piano Jazz no Conservatório de Colónia (1993) e Prémios de Composição da BBC (para Big Band , em 1996), do Mónaco (1997) e da hr-Bigband (1998), a que se seguiu o Prémio Thad Jones da Big Band da Rádio Dinamarquesa (2000). Nascido em 1972, Florian Ross tinha estudado composição em Colónia, Londres e Nova Iorque com John Taylor, Joachim Ullrich, Bill Dobbins, Don Friedman e Jim McNeely. Vinha já escrevendo para grupos como a Metropole Orchestra (Hilversum) e a Brussels Jazz Orchestra, além de música para teatro e curtas-metragens. Este percurso deixava antever um músico comprometido com os territórios reflectidos da composição, e isso ouve-se na sua música para todas as formações. É música que procura caminhos inexplorados desfiando enredos solidamente construídos, a um tempo imbuída da tradição americana e das sonoridades contemporâneas.
     
    Florian Ross tem tocado com músicos como Vince Mendoza, Bob Brookmeyer, Joachim Schönecker, Tommy Smith, Jim McNeely, Dave Liebman, Don Friedman, George Duke, John Scofield, Kenny Wheeler, Joe Lovano e Eric Vloeimans. Apresenta-se em concertos por toda a Europa, Ásia, Austrália e Nova Zelândia. Ensina piano e composição na Hochschule für Musik und Tanz de Colónia. Cinco das suas composições foram incluídas no primeiro European Real Book. Continua a criar novas composições e arranjos para importantes agrupamentos, entre os quais a Vancouver Jazz Orchestra, Oktoposse, BMI Jazz Orchestra, Joe Lovano com a RTE de Dublin, Orquestra de Jazz Contemporâneo de Colónica, e ainda para as várias rádios nacionais alemãs.
     
    Em 2006, recebeu o prestigiante Prémio de Jazz WDR para composição.